14/09/2019

Após operação de reintegração de posse, macaco-prego ganhará nova morada provisória em Engenheiro Coelho

Oficial de Justiça constata irregularidades e chama Polícia Ambiental para animais que viviam em situação precária

Mariana Avanzzi

A operação de reintegração de posse aconteceu na última sexta-feira (6). O oficial de justiça solicitou a presença da Polícia Ambiental e apoio da Polícia Militar (PM), depois de constar as irregularidades. Animais silvestres, entre eles um macaco-prego, viviam em situação precária. Além disso, cinco armas foram localizadas e o caseiro do local, um idoso, vivia em meio a sujeira. Ao final da operação, o macaco-prego ganhou um lar provisório mais seguro e com os devidos cuidados.

O oficial de justiça de Artur Nogueira, Engenheiro Coelho e Holambra foi até uma propriedade em uma operação de reintegração de posse. Ao chegar no local, se deparou com animais silvestres em cativeiro, incluindo um macaco-prego em situação irregular. Devido a situação, o oficial requisitou a presença da Polícia Ambiental para que tomassem as devidas providências.

Os animais silvestres foram apreendidos pela Polícia Ambiental. A Polícia Militar também prestou apoio à justiça e cinco armas, sendo quatro de fogo, também foram apreendidas. Além disso, no local havia um senhor, idoso, vivendo em situação desumana. Ele seria o caseiro do sítio e foi levado até a Delegacia de Polícia Civil.

Na ocasião, a equipe encontrou um macaco-prego em situação precária, além de um cachorro machucado e amarrado e aves em gaiolas. Devido a superlotação dos Centros de Triagens da região que recolhem esses animais, a Polícia Ambiental solicitou a permanência do macaco-prego na Fazendinha do Centro Universitário Adventista de São Paulo em Engenheiro Coelho, em consideração à estrutura de referência que o local oferece. O animal recebe cuidados e está em um ambiente mais adequado e seguro. Posteriormente, ele poderá ser transferido.

……………………………………..

Tem uma sugestão de reportagem? Clique aqui e envie para o Portal Coelhense.


ÚLTIMAS NOTÍCIAS



Comentários

Não nos responsabilizamos pelos comentários feitos por nossos visitantes, sendo certo que as opiniões aqui prestadas não representam a opinião do Grupo Bússulo Comunicação Ltda.