06/12/2019

Coral de Sinos apresenta musical “O Quebra-Nozes” em Engenheiro Coelho

The Nutcracker, "O Quebra-Nozes" em português, é um dos mais tradicionais musicais de Natal em todo o mundo, e faz parte de um dos três balés escritos pelo famoso compositor russo de música clássica, Tchaikovski

Da Redação

Neste sábado (7), o Coral de Sinos do Centro Universitário Adventista de São Paulo  de Engenheiro Coelho (Unasp), apresenta o musical “The Nutcracker”. O evento acontece na Igreja do Unasp, dentro das instalações do campus, às 20h. O concerto foi organizado pelo Coral de Sinos em parceria com a Escola de Artes do centro universitário.

The Nutcracker, “O Quebra-Nozes” em português, é um dos mais tradicionais musicais de Natal em todo o mundo. E faz parte de um dos três balés escritos pelo famoso compositor russo de música clássica, Tchaikovski. Foi estreado em 18 de dezembro de 1892 no Teatro Mariinski, em São Petersburgo, a capital da Rússia imperial. O balé baseia-se na versão de Alexandre Dumas, pai, de um conto infantil do escritor Hoffmann, intitulado O Quebra-Nozes e o Rei dos Camundongos. Devido à sua temática, é tradicionalmente encenado na época natalícia.

Coral de Sinos do Unasp-EC

A ideia veio junto ao maestro, Bruno Santos, que cresceu tocando o instrumento enquanto morava no exterior. “Cresci nos Estados Unidos aonde a cultura do coral sinos é muito comum, e lá eu toquei por muito tempo. Já são quase 13 anos tocando este instrumento”, conta.

Em 2011 o diretor do Unasp-EC fez uma viagem para cidade onde Bruno morava e viu o concerto do coral de sinos em que ele tocava. Na época tinha apenas 16 anos. Imediatamente o diretor quis trazer o conceito do coral para o Brasil. “Em 2012, eu e meus pais, que são professores, nos mudamos para Engenheiro Coelho, trazendo todo o equipamento instrumental para iniciar o projeto. E desde então, sou o regente do coral daqui”, explica Bruno.

O coral conta com 67 sinos e 64 handchimes, número de instrumentos que faz deste coral o maior do Brasil. “Existe cerca de 20 corais de sinos no Brasil inteiro, e o do Unasp é o maior de todos. Cada sino, ou handchime, corresponde a uma nota do piano. Contamos hoje com 5 oitavas e meia”, esclarece.

Os instrumentos são caros e não são vendidos no Brasil, por isso, é muito difícil começar um projeto como este. “Nosso maior sino pesa quase 6 kg e custa 1.100 dólares”, conta. A diferença entre os sinos e os handchimes vai além do preço. “Os sinos são mais caros que os handchimes e são mais versáteis também, com eles conseguimos fazer mais técnicas e diferentes sons. Quanto maior o sino, mais grave o som. Quanto menor, mais agudo”, explica o regente.

Atualmente o coral conta com duas turmas. Uma de nível avançado com 14 integrantes e a outra, com 13 integrantes no nível intermediário. É composta por alunos do Unasp-EC de diversos cursos superiores diferentes, e até do ensino médio. Para entrar no coral não precisa de muito: se existe a vontade no coração e um pouquinho de noção de música, está dentro. “É preciso ter coordenação motora e certo conhecimento de música, mas não temos restrições. Qualquer pessoa de qualquer idade pode participar do nosso grupo. Aqui ela aprenderá tudo que precisa para tocar”, finaliza o regente.

……………………………………..

Tem uma sugestão de reportagem? Clique aqui e envie para o Portal Coelhense


ÚLTIMAS NOTÍCIAS



Comentários

Não nos responsabilizamos pelos comentários feitos por nossos visitantes, sendo certo que as opiniões aqui prestadas não representam a opinião do Grupo Bússulo Comunicação Ltda.