30/05/2019

Engenheiro Coelho atinge 63,39% da meta de vacinação contra gripe

Campanha termina nesta sexta-feira (31)

Da redação

Conforme o último levantamento enviado ao Portal Coelhense pela Vigilância Epidemiológica de Engenheiro Coelho, até esta quarta-feira (29), foi atingida no município a cobertura de 63,39% referente à campanha de vacinação contra a influenza (gripe) frente à meta estabelecida pelo Ministério da Saúde em 2019 (95%). O percentual refere-se à população atendida desde o início da campanha (10 de abril) até a referida data citada. O prazo para a distribuição das vacinas em âmbito nacional termina em 31 de maio.

Para tomar a vacina basta comparecer a um dos postos de saúde que participam da ação na cidade portando documento de identificação com foto e cartão de vacinação. Caso o paciente não tenha cartão de vacinação, o documento poderá ser emitido na hora.

Segundo o Secretário, Ricardo Soares dos Santos, todos receberão a dose trivalente contra a gripe, que protege contra três subtipos do vírus H1N1, H3N2 e Influenza B. De acordo com o Dr. David Forner, Diretor de Vigilância em Saúde, a vacina começa a fazer efeito em no máximo quatro semanas e é útil por aproximadamente doze meses, uma temporada do vírus, “Entre abril e outubro, período de inverno, ocorre a maior incidência da doença.”

Ainda segundo o diretor, os principais sintomas são tosse, febre alta, dores muscular, de cabeça e de garganta, e irritação nos olhos e nos ouvidos. “A melhor maneira de se prevenir é tomar a vacina, lavar sempre as mãos e evitar contato com os olhos, nariz e boca e cobrir a boca quando tossir ou espirrar”, expõe.

Confira os locais e horários dos postos de vacinação:

  • Sala de Vacina
  • ESF 3 Jardim São Paulo
  • UBS Cidade Universitária

……………………………………..

Tem uma sugestão de reportagem? Clique aqui e envie para o Portal Coelhense.


ÚLTIMAS NOTÍCIAS



Comentários

Não nos responsabilizamos pelos comentários feitos por nossos visitantes, sendo certo que as opiniões aqui prestadas não representam a opinião do Grupo Bússulo Comunicação Ltda.