07/07/2018

Engenheiro Coelho possui a 2ª pior Educação da RMC

Apesar disso, o setor foi avaliado como em "alto desenvolvimento" pelo levantamento

Da redação

Engenheiro Coelho em comparação com as outras cidades da Região Metropolitana de Campinas (SP) possui a segunda pior Educação, sendo melhor apenas que Santo Antônio de Posse (SP). Apesar disso, o município ostenta a avaliação do setor como “em alto desenvolvimento”. A informação é do Índice Firjan de Desenvolvimento Municipal (IFDM), divulgado essa semana.

Sobre os dados em questão, a prefeitura de Engenheiro Coelho informou que esta é a melhor avaliação da Educação desde 2005.

Realizado pelo sistema Firjan, que representa todas as Indústrias do Estado do Rio de Janeiro, o estudo acompanha anualmente o desenvolvimento socioeconômico dos mais de 5 mil municípios brasileiros em três áreas de atuação: Emprego & Renda, Educação e Saúde. Os dados são referentes ao exercício de 2016.

O índice varia de 0 a 1. Assim, quanto mais próximo de 1, maior é o desenvolvimento da localidade. O IFDM recebido por Engenheiro Coelho na Educação é de 0, 8759– o que a faz ocupar, além da penúltima posição na RMC, a 568ª colocação no ranking estadual e a torna a 1.113ª mais desenvolvida nesta área em todo o país.

No estudo anterior, com informações de 2015, o município ficou na 1.065ª posição no ranking nacional e na 578ª no estadual. O índice foi de 0, 8679. De um ano para outro a cidade pulou 48 posições a nível nacional e caiu 10 no Estado de São Paulo. O IFDM foi criado em 2008 e é feito com base em estatísticas públicas oficiais.

Melhorias no setor

Dentre as melhorias, a administração municipal informou que foram feitas as reformas e ampliações nas escolas da rede municipal de ensino, e neste ano foram entregues uma escola municipal e duas creches-escola. Além disso, há a valorização dos profissionais, a entrega de novos ônibus escolares e a implantação da ETEC Classe Descentralizada – com o curso de Administração, e da Univesp – com os cursos de Pedagogia e Engenharia de Produção.

Melhores cidades brasileiras em Educação

Outro ponto de destaque é que a revista Exame divulgou em fevereiro de 2016, a classificação das 500 melhores cidades brasileiras em Educação, segundo dados do Índice de Oportunidades da Educação Brasileira (IOEB), elaborado pelo Centro de Liderança Pública (CLP). Engenheiro Coelho ficou em 242º, com a nota 5,1.

Com esta pontuação, a cidade superou a média nacional e estadual. Ainda segundo a revista, o município é uma das exceções no contexto brasileiro. O índice leva em conta a qualidade da formação dos professores nas escolas, a média de hora aula por dia, a experiência dos diretores no cargo e o atendimento na rede de educação infantil.

Por fim, a prefeitura ressaltou que criou uma política de valorização do quadro do magistério e que, devido a crise não acompanhou a demanda. Segundo a nota enviada ao Portal Coelhense, o município está buscando formas de atender a legislação e garantir a qualidade da educação.

Leia mais

Engenheiro Coelho contará com três novas unidades de ensino

Nova universidade abre inscrições para vestibular em Engenheiro Coelho

Engenheiro Coelho deve receber ETEC em 2018

Creches inauguradas atenderão 260 crianças em Engenheiro Coelho

 ……………………………………..

Tem uma sugestão de reportagem? Clique aqui e envie para o Portal Coelhense.


ÚLTIMAS NOTÍCIAS



Comentários

Não nos responsabilizamos pelos comentários feitos por nossos visitantes, sendo certo que as opiniões aqui prestadas não representam a opinião do Grupo Bússulo Comunicação Ltda.