04/08/2019

Engenheiro Coelho recebe mais de R$ 400 mil em repasse da Rota das Bandeiras

Segundo gerente de Planejamento Financeiro e R.I. da Rota das Bandeiras, repasse pode ser utilizado para a construção de escolas, creches e unidades habitacionais, entre outros itens

Da redação

A Concessionária Rota das Bandeiras repassou mais de R$ 408 mil em Imposto Sobre Serviço (ISS) à Engenheiro Coelho, neste semestre. A cidade coelhense é integrada ao Corredor Dom Pedro com estrada administrada pela concessionária. O valor recebido diz respeito à arrecadação efetuada na praça de pedágio do município na divisa com Artur Nogueira (SP) e à contratação de terceiros para a prestação de serviços para a realização de obras. Além de Engenheiro Coelho, outras 17 cidades também foram beneficiadas com repasses.

Conforme informou a Concessionária Rota das Bandeiras, o valor repassado às cidades é calculado com base na extensão da rodovia que passa pelo território de cada município de acordo com o que determina o Contrato de Concessão do Corredor Dom Pedro e que faz parte do Programa de Concessões Rodoviárias do Estado de São Paulo, supervisionado pela Agência de Transportes do Estado de São Paulo (Artesp). O total de repasses destinados aos 18 municípios em 2019, citados no levantamento da concessionária, foi de R$ R$20.337.647,68.

Somente Engenheiro Coelho recebeu R$ 408.472,15, referente à administração da Rodovia Professor Zeferino Vaz (SP-332). Campinas (SP) foi a cidade que recebeu o maior valor de repasse, com direito a R$3.836.137,67. Itatiba (SP), que inclusive abriga a sede da Concessionária Rota das Bandeiras, contou com o segundo maior montante, no valor de R$2.285.361,47. Nazaré Paulista (SP) completa a lista dos três municípios que receberam mais de R$2 milhões, tendo a destinação específica de R$2.124.983,49.

O gerente de Planejamento Financeiro e R.I. da Rota das Bandeiras, Andre Yusiasu, ressalta a importância que esta verba tem para as cidades, já que elas podem ser direcionadas conforme a necessidade de cada uma. “As realidades são diferentes para cada município e este montante é importante pois não haver uma destinação já pré-definida. Cada cidade poderá investi-lo como julgar melhor”, pontua.

Desde o início da concessão do Corredor Dom Pedro, mais de R$300 milhões já foram repassados aos municípios. “O que muitas pessoas não sabem é que a praça de pedágio, além de manter as estradas em ótimas condições de tráfego e contribuir para a segurança dos motoristas, ainda financia a construção de escolas, creches e unidades habitacionais, entre outros itens”, conclui Yusiasu.

Com 297 km de extensão, o Corredor Dom Pedro é formado pelas rodovias D. Pedro I (SP-065) e José Roberto Magalhães Teixeira (SP-083), além de trechos das rodovias Professor Zeferino Vaz (SP-332), entre Campinas (SP) e Mogi Guaçu (SP); Engenheiro Constâncio Cintra (SP-360), entre Itatiba (SP) e Jundiaí (SP); e Romildo Prado (SP-063), entre Itatiba (SP) e Louveira (SP).

Confira os repasses para cada município:

 

……………………………………..

Tem uma sugestão de reportagem? Clique aqui e envie para o Portal Coelhense


ÚLTIMAS NOTÍCIAS



Comentários

Não nos responsabilizamos pelos comentários feitos por nossos visitantes, sendo certo que as opiniões aqui prestadas não representam a opinião do Grupo Bússulo Comunicação Ltda.