26/12/2019

Engenheiro Coelho termina ano com saldo positivo em empregos

Dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), no período de janeiro a novembro de 2019

Da redação

Segundo os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), sistema vinculado ao Governo Federal, Engenheiro Coelho fechará ano de 2019 com saldo positivo em empregos. Foram 1.447 contratações contra 1360 desligamentos, totalizando o um saldo positivo de 87 vagas. Os dados são referentes aos meses de janeiro a novembro de 2019.

Em Engenheiro Coelho, os meses de janeiro e fevereiro de 2019 foram os que apresentaram o maior número de desligamentos,  83 e 110 desligamentos respectivamente. O mês com o maior número de pessoas contratadas foi julho, com 203 contratações. Atualmente, o município coelhense conta com 4.716 empregos formais.

O levantamento mostra que as 20 cidades da RMC perderam, juntas, 78,2 mil postos de trabalho com carteira assinada. Na Região Metropolitana de Campinas foram contratados em novembro deste ano, 1.249 trabalhadores, cerca de (-25,74%) abaixo dos 1.682 postos admitidos no mesmo período de 2018.

De janeiro a novembro, foram criados 19.296 postos, cerca de 8,14% acima dos 17.843 postos registrados no mesmo período de 2018. O setor que se destacou foi o comércio, que contratou 2.140 trabalhadores, enquanto a indústria, construção civil e agropecuária eliminaram juntos cerca de (-1.344) vagas.

O crescimento no número de empregos formais também foi observado no Estado de São Paulo e em todo o país. 4.505.179 vagas foram geradas no Estado paulista entre janeiro e novembro de 2019 e 4.237.231 desligamentos, totalizando 267.948 vagas geradas.

No Brasil, entre janeiro a novembro, o saldo positivo foi de 948.344 vagas. O saldo é o maior para o período em seis anos (desde 2013).

……………………………………

Tem uma sugestão de reportagem? Clique aqui e envie para o Portal Coelhense.


ÚLTIMAS NOTÍCIAS



Comentários

Não nos responsabilizamos pelos comentários feitos por nossos visitantes, sendo certo que as opiniões aqui prestadas não representam a opinião do Grupo Bússulo Comunicação Ltda.