05/11/2018

Família acaba detida acusada de desacatar policiais em Engenheiro Coelho

Confusão teve início por causa de carro com som em alto volume

Da redação

Uma família foi detida em Engenheiro Coelho, no início da noite deste sábado (3), acusada de desacatar e agredir policiais militares no município. A confusão ocorreu após um dos policiais solicitar que o volume do som de um automóvel fosse abaixado.

Conforme o relato dos agentes para o registro da ocorrência, eles estavam em um patrulhamento de rotina pelo município, no Jardim São Paulo. Ao chegarem à Rua Catarina Praveto Caetano, eles se depararam com um automóvel em frente à um bar, com o porta-malas aberto e com o som ligado em alto volume.

Os policiais solicitaram de forma amigável para que um rapaz que estava próximo ao referido carro abaixasse o volume do som. Neste momento, o indivíduo, que se trata de um adolescente de 17 anos, fechou bruscamente a porta do porta-malas, bateu com as mãos na viatura e indagou aos agentes sobre o que eles fariam a respeito. Devido ao fato, os policiais desembarcaram da viatura.

O rapaz, que estava visivelmente embriagado, se desequilibrou, caiu ao solo e bateu com a cabeça na sarjeta da via, sofrendo lesões. Neste momento, os genitores do indivíduo se envolveram na ocorrência. O pai do menor desferiu um soco contra um dos policiais, sendo contido em seguida. Já a mãe do jovem teria tentado pegar a arma de fogo do mesmo agente e rasgar a farda dele ao tentar segurá-lo. Ela ainda deferiu unhadas e um tapa no rosto de outro policial, que tentava segurá-la.

As partes envolvidas na ocorrência foram detidas e encaminhadas à Delegacia de Polícia Civil, onde ocorreu o registro do delito. Ao término da representação policial, todos foram liberados da unidade policial.

……………………………………..

Tem uma sugestão de reportagem? Clique aqui e envie para o Portal Coelhense


ÚLTIMAS NOTÍCIAS



Comentários

Não nos responsabilizamos pelos comentários feitos por nossos visitantes, sendo certo que as opiniões aqui prestadas não representam a opinião do Grupo Bússulo Comunicação Ltda.