31/01/2019

Lixo, entulho, queimada e mato alto geram reclamações em Engenheiro Coelho

Situação de abandono dos terrenos baldios traz perigo para a saúde dos moradores

Mariana Avanzzi

Moradores do bairro Jardim Amália em Engenheiro Coelho estão sendo prejudicados pela falta de cuidados de terrenos baldios existentes no local. Uma moradora tem ido frequentemente na prefeitura para tentar solucionar os problemas de mato alto, queimadas irregulares e falta de cuidados que vem causando perigo à saúde dela e de outros moradores.

A coelhense relatou ainda que essa situação está colocando em risco a saúde da filha pequena dela. Adriana Reis explicou como isso traz prejuízos para ela, pois realiza dedetização na casa frequentemente a fim de proteger os familiares. A mesma chegou a protocolar reclamações no departamento de vigilância sanitária do município, mas, até o momento, nada foi resolvido.

“Fui na prefeitura pedir para cobrarem os proprietariados dos terrenos a realizarem limpeza desses terrenos porque fica tudo abandonado e aqueles que limpam, colocam fogo. Na última vez, o fogo chegou até a cerca elétrica aqui de casa, chamei a polícia e eles não podiam fazer nada, ficaram até me olhando jogar água na tentativa de afastar o fogo”, conta a moradora.

Além do cheiro desagradável da fumaça, o risco do fogo danificar a cerca elétrica. E mais, a denunciante se preocupa com os insetos e bichos que aparecem no interior da residência dela. “Fui na vigilância sanitária explicar o problema e contar os aparecimentos de ratos, baratas escorpiões. Os entulhos com madeira jogados nos terrenos próximos a minha casa junta escorpião”, expõe.

Segundo a munícipe, ela teve problema até na hora de realizar a denúncia. “Lá na vigilância sanitária eles me pediram para fazer uma declaração da reclamação por escrito, eu fiz e quando foi protocolar me disseram que tinha que pagar, me recusei em pagar para fazer uma denúncia. Depois de muita insistência, eles protocolaram sem que eu precisasse desembolsar e ter ainda mais prejuízos”, declara.

Mesmo depois disso, a moradora conta que vai insistentemente na prefeitura, pois o mato alto chega até a casa dela e, frequentemente, tem que pedir para alguém passar veneno. Os custos saem do próprio bolso de Adriana.

Nota na íntegra

Em nota, a assessoria de comunicação de Engenheiro Coelho informou que a prefeitura realiza os serviços de limpeza somente em terrenos do município. Quando o terreno é de um particular, o Poder Executivo, através do Departamento de Vigilância em Saúde, notifica o proprietário para que faça o serviço. Após o prazo, caso não seja feito, é encaminhado ao Departamento de Obras, Serviços Públicos e Urbanismo para que realize o serviço. O dono do terreno arcará com os custos desta manutenção. É necessário que a população formalize a reclamação junto ao setor de Protocolos para que possamos dar andamento.

Queimadas

As queimadas em terrenos baldios, onde repetidamente alguns munícipes jogam lixo e entulho irregularmente, têm sido frequentes no município coelhense. As denúncias são quase sempre de pessoas que moram e trabalham perto de locais alvos dessas más práticas.

Atear fogo em terreno baldio é uma prática irregular que deve ser combatida por causar problemas ao meio ambiente, como poluição do ar com fumaça e gases tóxicos, degradação do solo e destruição de matas e outros tipos de vegetação, prejuízos aos animais e mudanças climáticas. Além disso, as queimadas aumentam o índice de doenças respiratórias e a prática é criminosa.

……………………………………..

Tem uma sugestão de reportagem? Clique aqui e envie para o Portal Coelhense


ÚLTIMAS NOTÍCIAS



Comentários

Não nos responsabilizamos pelos comentários feitos por nossos visitantes, sendo certo que as opiniões aqui prestadas não representam a opinião do Grupo Bússulo Comunicação Ltda.