04/12/2019

Morador conta mais detalhes sobre tentativa de homicídio em Engenheiro Coelho

João Demétrio foi baleado na última quinta-feira (28)

Da Redação

Na última quarta-feira (27), João Demétrio de 45 anos, morador de Engenheiro Coelho, sofreu uma tentativa de homicídio dentro de seu condomínio, Sonho Meu. No dia do episódio, o criminoso teria atirado cinco vezes na direção da vítima acertando um dos tiros em sua perna esquerda. Após feito o Boletim de Ocorrência (BO) e o atendimento médico no pronto-socorro do município, João repousa em casa junto a sua esposa e, concedeu novamente uma entrevista ao Portal Coelhense, contanto mais detalhadamente o ocorrido.

João e sua esposa são evangélicos, e muito ativos na igreja que frequentam. No dia do incidente, voltavam de um culto de Ação de Graças. “A gente estava muito feliz naquele dia, pois na terça-feira (26), dia anterior ao ocorrido, minha esposa descobriu que estava grávida. Fomos na nossa igreja, na quarta-feira (27), demos nosso testemunho sobre a gravidez dela, e aproveitamos para comemorar junto aos membros o Dia de Ação de Graças “, explica.

“Neste dia eu escrevi num papel todos os agradecimentos que eu tinha a Deus, dobrei e coloquei no bolso de trás da minha calça. E foi este mesmo papel, que acredito por um milagre de Deus, ter desviado a trajetória da bala. A bala entrou em saiu do meu corpo sem maiores danos. Foi Deus que me concedeu esse livramento”, conta.

bilhete escrito por João no culto de ação de graças

João aguarda ainda a investigação para dar continuidade ao caso. “A polícia esta averiguando e estou me resguardando ao máximo para não falar nada que atrapalhe a investigação. Só daqui algumas semanas é que teremos uma conclusão. Como já disse anteriormente, eu não tenho nenhuma inimizade com ninguém. Porém, venho brigando faz tempo, há dois anos, sobre assuntos administrativos do condomínio”, afirma João.

Sonho Meu, condomínio localizado no Jardim São Paulo, é destinado a pessoas de baixa renda, com o apoio do Banco do Brasil, análogo ao projeto Minha Cada Minha Vida, patrocinado pela Caixa Econômica Federal, do qual João é morador. Ele vinha se posicionando na rede social Facebook, fazendo reclamações públicas sobre atitudes da administração do condomínio, a fim de reunir mais moradores para acertar as irregularidades. “Este é um condomínio para pessoas de baixa renda e o preço de algumas taxas cobradas deveriam ser bem menores. Então, no caso, a única coisa que poderia ser um motivo, seria este. Não tem outra explicação”.

João também tem a intenção de se candidatar a vereador em 2020 e conta que ainda não entende o motivo do ocorrido. “Eu não saio muito. Não tenho inimizade com ninguém, rabo preso, nem nada. Minha esposa está muito assustada com o que houve, não fazemos ideia do porquê isso aconteceu”, finaliza. O morador de Engenheiro Coelho fez exame de corpo delito nesta terça-feira (3) e, após os resultados da perícia, será possível dar continuidade às investigações.

Leia também:

Homem sofre tentativa de homicídio em Engenheiro Coelho

“Deus que me salvou”, diz homem que sofreu tentativa de homicídio em Engenheiro Coelho

……………………………………..

Tem uma sugestão de reportagem? Clique aqui e envie para o Portal Coelhense


ÚLTIMAS NOTÍCIAS



Comentários

Não nos responsabilizamos pelos comentários feitos por nossos visitantes, sendo certo que as opiniões aqui prestadas não representam a opinião do Grupo Bússulo Comunicação Ltda.