26/04/2019

Moradores de Engenheiro Coelho opinam sobre fim do horário de verão

Decreto que anula o horário de verão foi assinado pelo presidente Jair Bolsonaro nesta quinta-feira (25)

Da redação

O decreto que anula o horário de verão foi assinado pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL) nesta quinta-feira (25). Segundo o presidente, a medida foi tomada depois de análises da economia de energia no período e como o relógio biológico da população é afetado. De acordo com informações do Operador Nacional de Sistemas (ONS), não houve redução no consumo durante o último horário de verão em Engenheiro Coelho. Moradores opinam sobre a atual medida.

A decisão já havia sido pronunciada por Bolsonaro (PSL) no início do mês através de rede social. No período de horário de verão, que costumava durar entre outubro e fevereiro, parte dos Estados Brasileiros adiantava o relógio em uma hora. Mas, a nova decisão prevê o fim dessa mudança. Para a coelhense Silvia Gomes, a notícia chegou bem. “Nossa é um alívio saber disso! Eu não gosto desse horário, pois fico muito perdida, meu corpo não se adapta e dá a sensação que o tempo não passa. Se não está ajudando na economia, não vejo para que continuar mesmo”,  opinou.

Já o comerciante Eduardo Volpeto não concordou com a decisão, porque, segundo ele, a medida pode prejudicar o comércio dele. “No horário de verão, o dia se prolonga e as pessoas ficam mais. Saem do trabalho e passam aqui. Quando acaba isso, diminui pois escurece mais cedo e elas não se sentem seguras e dispostas”, expôs.

De acordo com Bolsonaro (PSL), especialistas da saúde apontaram como o horário afeta o relógio biológico das pessoas. “As conclusões foram coincidentes questão de economia, o horário de pico era mais para 15h, então não tinha mais a razão de ser, não economizava mais energia; e na área de saúde, mesmo sendo uma hora apenas, mexia com o relógio biológico das pessoas”, disse.

Em nota, a Elektro – distribuidora de energia de Engenheiro Coelho – diz que a avaliação dos atuais impactos na redução do consumo de energia elétrica, contida nos estudos realizados pelo Operador Nacional do Sistema (ONS) em conjunto com o Ministério de Minas e Energia (MME), mostram que a adoção do Horário de Verão traz atualmente resultados próximos da neutralidade para o sistema elétrico. O aproveitamento da luz natural pela população diminui somente a demanda no horário de pico, das 17h30 às 20h30.

Essa redução da demanda é explicada pelo deslocamento da entrada da carga de iluminação pública e residencial, evitando-se a coincidência com a carga dos consumos comercial e industrial, cuja redução normalmente se inicia após as 18 horas.

……………………………………..

Tem uma sugestão de reportagem? Clique aqui e envie para o Portal Coelhense.


ÚLTIMAS NOTÍCIAS



Comentários

Não nos responsabilizamos pelos comentários feitos por nossos visitantes, sendo certo que as opiniões aqui prestadas não representam a opinião do Grupo Bússulo Comunicação Ltda.