15/04/2019

Motoristas de Engenheiro Coelho opinam sobre mudanças na CNH

Segundo ministro, mudanças facilitaram punições de infrações grave

Da redação 

Na última semana, o Governo Federal propôs fazer alterações na Carteira Nacional de Habilitação (CNH). As mudanças devem ser feitas no campo da pontuação máxima para se ter o documento cassado. Conforme a legislação, ao atingir 20 pontos em um período de 12 meses o motorista tem a carteira suspensa, mas com a nova mudança a quantidade de pontos pode dobrar, assim como a validade do registro, que hoje é de cinco anos.

A mudança na legislação foi proposta pelo governo em um projeto enviado ao Congresso nesta semana. Apesar de aumentar de 20 para 40 a quantidade de pontos que o motorista deve acumular para ter sua carteira suspensa, o ministro Tarcísio Freitas disse que o projeto vai acelerar a suspensão em casos de infrações graves e gravíssimas, como dirigir depois de beber.

Flavia Cintra, moradora de Engenheiro coelho não concorda com a medida. “Acho que as imprudências irão aumentar e as pessoas não vão mais pensar duas vezes antes de fazer algo errado. Infelizmente o brasileiro vive no limite de tudo, tinha que diminuir para por mais medo ainda e não aumentar”, opina a moradora.

Diferente de Flávia, Edmilson Freitas que é motorista de ônibus acredita que a medida será muito importante e de grande valia para quem trabalha como motorista. “Vai melhorar muito, diferente de quem usa o carro só para ir para o trabalho ou anda pouco não se importa, mas a gente que anda pra cima e pra baixo nas estradas sabe que é complicado, muito radar móvel que são desnecessários e nos pegam de surpresa e ai temos prejuízo no bolso e também tem que ficar controlando a CNH e distribuindo pontos para mão perder”, comenta o motorista.

Infrações em Engenheiro Coelho

A média, de infrações de trânsito registrada pela Polícia Rodoviária na Rodovia Prof. Zeferino Vaz em 2018, é de uma multa a cada 60 minutos. O total de 7.122 irregularidades flagradas em 2018 nas estradas é 19,5% maior que o registrado no mesmo período de 2017. Deixar de usar o cinto de segurança, farol desligado durante o dia e trafegar pelo acostamento estão entre as principais violações do Código de Trânsito Brasileiro (CTB).

 Entre as principais autuações registradas em 2018 estão 1.563 multas pela falta de farol em rodovia de dia, 993 multas pela falta de uso de cinto de segurança e 67 multas por transitar no acostamento.

…………………………………..

Tem uma sugestão de reportagem? Clique aqui e envie para o Portal Coelhense


ÚLTIMAS NOTÍCIAS



Comentários

Não nos responsabilizamos pelos comentários feitos por nossos visitantes, sendo certo que as opiniões aqui prestadas não representam a opinião do Grupo Bússulo Comunicação Ltda.