23/11/2018

Projeto de leitura tem destaque em Engenheiro Coelho

Criador do projeto Ler Faz Bem esteve presente no município

Da redação

A Prefeitura de Engenheiro Coelho adota em no sistema de Educação o projeto Ler Faz Bem, com o objetivo de proporcionar o acesso a livros a todas as crianças da rede municipal de ensino. Nesta semana, funcionários da pasta conheceram um pouco mais sobre o funcionamento do projeto em 2019, além de discutirem os resultados do trabalho realizado em 2018.

A secretária de Educação, Cleide Franco de Oliveira, conta que se sente muito satisfeita com o acesso dos alunos aos livros, e comemora os resultados do projeto no município coelhense. “É uma alegria de ver a equipe pedagógica envolvida, eles sabem a real importância da leitura e escrita no desenvolvimento do ser humano, por esse motivo, já estávamos investindo em ações que desenvolvem a leitura, escrita, oralidade e a interpretação”, afirma a diretora.

Além da interação dos gestores com a equipe, foi apresentado o novo livro que será trabalhado no próximo ano, denominado “A leitura Transformando a Relação entre Escola e Família”. Segundo a prefeitura, o objetivo do material é fortalecer a interação entre município e o projeto.

Cleide Franco acredita que Engenheiro Coelho está realizando um bom trabalho no que diz respeito a leitura das crianças. “Nosso município está um passo a frente dos demais, uma vez que este tipo de ação já acontece aqui e contempla todos os alunos da rede municipal”, exclama a chefe da pasta.

Evento

Na noite de quarta-feira (21), funcionários da secretaria de educação se reuniram na EMEF Eliza Franco de Oliveira. Lá, assistiram uma palestra com Millena Araujo, sobre a lei 13.696 – que institui a Política Nacional de Leitura e Escrita –, ex-professora universitária pela UEG (Universidade Estadual de Góias), Advogada, Especialista em Direito Público, Diretora da Empresa Inteligência Educacional e Pós-Graduada em MBA em Gerenciamento de Projetos pela FGV. Além disso, o escritor Gustavo Tomazin, criador do projeto, esteve presente.

Gustavo Tomazin, criador do projeto, ao lado de servidoras municipais

Lei 13.696

Aprovada em 12 de julho de 2018, a lei tem por objetivo trazer a universalização do direito ao acesso ao livro, à leitura, à escrita, à literatura, às bibliotecas e o reconhecimento da leitura como um direito de todos.

Em 2016, após muitos anos de pesquisas e atualizações o material se completou e foi lançada a coletânea “LER FAZ BEM”, composta por 15 obras até o momento. Fruto de um projeto iniciado desde 2004, “LER FAZ BEM” é uma coleção criada com o objetivo de incentivar a leitura, contribuir para o desenvolvimento da escrita, da fala e da interpretação de texto e agregar conhecimentos ao aprendizado das crianças em idade escolar. Para o autor, incentivar a leitura desde a infância significa criar cidadãos melhores e mais preocupados com o meio ambiente e a sociedade. O trabalho proposto por Gustavo Tomazin em seus projetos objetiva promover e facilitar o processo da leitura, da escrita e da interpretação entre as crianças e os jovens.

……………………………………..

Tem uma sugestão de reportagem? Clique aqui e envie para o Portal Coelhense.


ÚLTIMAS NOTÍCIAS



Comentários

Não nos responsabilizamos pelos comentários feitos por nossos visitantes, sendo certo que as opiniões aqui prestadas não representam a opinião do Grupo Bússulo Comunicação Ltda.